Wednesday, May 24, 2017

Safo


'Sappho', Robert Crombie, Ukraine, 2008

A despedir-se de si mesma, Safo
Deixou duas rosas que seguravam
Do vento uma folha em branco.
Até quando? Roseiras, lajes, céus,
De cada vez o precipício é maior.
O cisne negro no cimo do telhado.
Agora, ou nunca, amanhã, depois.

Jesus Carlos

Labels:

Moleskine de Scardanelli © 2012 (3rd edition) | Panel