Wednesday, February 25, 2015

Ilustradores


Auto-retrato com chapéu e echarpe, Jesus Carlos, 2012

Para o Albano Ruela.

Com lápis seguem os poetas, artistas
Do instante, o efémero demoram, a cor
E sépia, a carvão e cal, são o batôn
Do poema pelas vitrinas brilhantes
Dos botequins, os godets de verniz
Da palidez poética. Magros centavos
Pagam o seu génio, improclamado, sem
Lápide na glória. As mãos agitam-se
Sobre as mesas dos cafés, o mármore
Gélido, a noite ébria, e o que fora
Apenas sonho sem substância no ar
Torna-se a memória de estanho, prata,
Ácido e sal de ter havido palavra.

Jesus Carlos

Labels:

Tuesday, February 17, 2015

Herbertiana


Herberto Hélder, Alberto Lacerda, Lisboa, Portugal, s/d

A mumificação não pertence à poesia. Pouco me importa se te sentes o cabrão do velho no deserto, é a tua vez. A tua vez de ser incendiado uma última vez. Nada se calará com a tua morte e nada falará com o teu sofrimento, solidão, filha da putice, ou seja o que for, o deserto no homem ficará. Manda-se todos à merda, e é muito. Serve-se a obra, e é tudo.

Jesus Carlos

Labels:

Monday, February 9, 2015

Deadly Pistachios, 195


La Ave Maria, Victor Vazquez, 1996

Labels:

Sunday, February 1, 2015

Deadly Pistachios, 194


The Omen, Erica Parée, 2010

Labels:

Moleskine de Scardanelli © 2012 (3rd edition) | Panel